ACIDENTE NO BOQUEIRÃO

5 de março de 2009

acidenteacidente1

Não soube de vítimas, mas a aparência não é das melhores, tirei a foto do jeito que pude pois na rua não dá para ficar andando devagar, até o momento tinham emissoras de TV começando a gravar e nada de ambulâncias.


O FUTURO QUE VOCÊ DESEJA É VOCÊ QUE FAZ

2 de março de 2009

Seguindo a lógica do último post, esse vídeo tem tudo a ver com o que foi falado anteriormente. Todos falam de um futuro melhor, mas será que é isso que estamos passando? basta olhar nosso dia a dia, nossas atitudes na frente das crianças, criança vê, criança faz, todas as atitudes deploráveis são imitadas, não é criada magicamente na cabeça da criança, ela é reproduzida, criança não sabe levar aquele ditado:”faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” que é bastante praticado por nós adultos, se elas veem alguém fazendo alguma coisa ela vai imitar, por pior que seja, e esse comportamente tende a se perpetuar pela vida da criança e se ela não for corrijida, provavelmente esse comportamento nunca mais irá se alterar, continuando o ciclo que destrói a humanidade.


CARÁTER!

1 de março de 2009

Caráter, será que é só isso que falta dentro das escolas? Se esse comercial tem a intenção de conscientizar os estudantes de hoje e melhor o ambiente escolar , vai precisar de muito mais. Vai precisar de comerciais como: “respeito, passe adiante”, “vergonha na cara, passe adiante”, “civilidade, passe adiante”, e por ai vai. O comercial é com certeza ambientando em uma escola no estilo americano, que nada tem a ver com as escolas brasileiras, pelo menos no Brasil o uso do uniforme é obrigatório na grande maioria dos colégios, o que faz com que os alunos não se distinguam mais do que já acontece. Infelizmente não basta educar os filhos, muitas vezes atitudes preconceituosas(afinal é tudo motivado pelo preconceito, pois muitas vezes os alunos hostilizados se quer são conhecidos daqueles que os hostilizam) são influenciadas pelos próprios pais, normalmente os filhos reproduzem na escola o que se passa na sua casa, normalmente os filhos são reflexos dos seus pais, será mesmo que adianta educar somente o filho, muitos pais acham bonito esse comportamento, do tipo: “meu filho não se mistura”. Principalmente nos EUA isso é muito forte, e esse comportamento deplorável é motivo de orgulho para os pais.

Em segundo lugar vem a omissão das escolas, que pouco pode fazer, e acaba não fazendo nada. Uma hora esses filhinhos de papai que acham que mandam em todo mundo e que podem fazer tudo acabam esbarrando em alguem mais desequilibrado e provocam a pessoa errada, foi o que aconteceu em Columbine(massacre de columbine quando dois alunos hostilizados se uniram e desceram bala nos “populares fodões graças ao dinheiro do pai”), foi o que aconteceu quando aquele estudante Coreano matou 30 numa faculdade nos EUA, ou naquela faculdade se não me engano na Finlandia.

Então como conclusão, a escola deveria ter mais ação sobre isso, a sociedade em geral terá que ser menos idiota(ai é o difícil), porque senão vamos continuar vendo vários Columbines se repetindo por ai, as escolas estão cada vez mais hostil, infelizmente. Ninguém precisa ser amigo de quem não quer, mas respeito é um direito e um dever de todos, não importa idade, cor, sexualidade, escolaridade, religião.


CHARGES 6

1 de março de 2009

atcaaabbl8ghv7jiroqmvmw3ho7b6avvku9vvxpszqis4nnhv86eqyj7crf4uhl-o2q7wyzy0nefdk6vdeyet1phkwysajtu9vccdbazb7diovredva6-yvx84uoaa

atgaaaa9osr_tthuq88u2tmvsxwjw0rd7ulxyy3gump6mwu71b9aqch2ujih2lpg_brgfoxx6czrf3twkbnn74pmuplnajtu9vdncxm8zf9dlv0i3xmypjyp2ehooqatgaaaanl54zzxri8qqdmakgqqhbctauldhp54mkoaj8k4kfgwt5vv03nqee06qigipmvnqoaf0kojg98xadl1ggu94aajtu9vam5dothrmhltxarvtuve7nrwldywatgaaabbfxyb5dowh74hjobewoq9opr9xfsdpco3oniqmxuxlx3riefk62ttsmuhxzghcflzhde68zbvxupcnb-eqgeoajtu9vdj7iz9inwrbjdtxzz0ul1t3hhuegatgaaabtr9wmrfog8bnvyvrouqvtd6cdhqyen9mjxf9txncqmq6ovqhmwz8wj-c20vb0spfbkwesnmlc3qd4-nocy1raajtu9vazm9en87u0qkj5wlpodml33rh6-aatgaaac1qtossxp2x7u9i-66odsoaegzr8pkh4cojx6_ezzrjly9q7l07qlkjyfjrtmysjgz4fmhglssdajiiiwznaarajtu9vb8azmcmnill7f7sdcvugaqsg8regatgaaacf7tjhticsozs_4zs_6vhmrqf4dlwvwkphvefmigl9vzxylhvuzqwnonom0ppehzlwr-aujhkhlxe__s7ihqntajtu9vdk1wljdbdq4segbq30nwjag6qkwwatgaaacgkwtwjsdtrjfs_vjow2o2ps4rgijzygii6ptpgss8tffwo0pm5x8kwpa6gaamex65crmvmduwzhl2sclukxx-ajtu9vdz03movkrqmdhd_mkevqqrf_0nsaatgaaacps6vdjkwdwqju4ogfigybjpw-srq3zljsgr8wbukx_a3f_i2ng_hsjy8h58ca5usp-di2tw5lkfytxmkjh012ajtu9vdjhpfajamjcltcwgrt-ffefuoilqatgaaadabhr0ne6hjq84lxi7m-rcm-bakgkun2xfjec49lrkypasbe-seobmbc3r8wifrerb-yxoyrtmsswyknm3or7vajtu9vbw-8ftouryitqnufgzh7id08m5kaatgaaadg5onpdu3ccln-cvfi0gkn_5s9ywxwccyuvecu1491do2hfqr68g-hfxgnbbskep9rt9hfxsktogx5lz-spso3ajtu9vaiskspmwtj16uf8yoy6cxb8qqkpgatgaaadl8cnw-t7fcbve-u5zggxsqp2vwq319c8oyfv2yb2c-ifgbiiypfzikzpvtahpktyojkpjnzax-ahsgdm-wa7majtu9vbxdifibkbf0rntoy0zwushqlvuzaatgaaadtah6vzsqqqhgz9rl4dckmhbrlffvrpmb2o9afakssrcookzy5otbspkdngdl-h7rjlcpm6j8ajv3sxsw12ovaajtu9vb_r5anueymyet_fnbf6tgxwme4bwatgaaadni3pgzgrz8z_mi8d2qj-o-urztxwzr4ci1t7mp_m-cokto6q0d9bspp3dbgajxvcfbd0tiv6rpqoxflswjip1ajtu9vd0uj83a4dhe7vpujnn8wr3jbb3tg1bancodofulano75brasiululata9